Presidente da Autoridade da Concorrência perante a Comissão de Orçamento e Finanças (COF) da Assembleia da República


 
A presidente da Autoridade da Concorrência afirmou que “não é justo atrasar o futuro dos serviços financeiros digitais para os residentes em Portugal” perante a Comissão de Orçamento e Finanças (COF) da Assembleia da República, onde esteve a ser ouvida em audição, na quarta-feira, 14 de outubro.
 
Durante a audição, Margarida Matos Rosa voltou a apresentar as recomendações da AdC para o setor financeiro em Portugal, alertando os deputados para a necessidade de eliminação de barreiras à entrada de novos operadores.

Documentos Associados

Título Tipo Tamanho
.pdf 848 Kb