Mobilidade dos Consumidores no Sector das Comunicações Electrónicas

Em Fevereiro de 2010, a Autoridade da Concorrência concluiu o estudo à Mobilidade dos Consumidores no Sector das Comunicações Electrónicas, analisada entre Dezembro de 2008 e Julho de 2009.
O estudo tem por objecto a caracterização da mobilidade dos consumidores e dos factores que a condicionam no sector das comunicações electrónicas em Portugal. Neste contexto, avalia-se a mobilidade dos clientes do Serviço Fixo Telefónico (SFT), do Serviço Telefónico Móvel (STM) e do serviço de acesso à Internet em banda larga, assim como dos clientes de ofertas em pacote. Para o efeito, a Autoridade da Concorrência (AdC) procedeu à recolha de elementos junto de operadores e prestadores e promoveu a realização de um inquérito online durante os meses de Junho e Julho de 2009, com questões directas e hipotéticas a consumidores de serviços de comunicações electrónicas.

Na sequência do estudo, a AdC recomenda um conjunto de medidas destinadas a actuar sobre as condicionantes de mobilidade identificadas, nomeadamente sobre os custos de pesquisa e os custos de mudança (que incluem custos de transacção, custos contratuais, custos de incerteza, custos de aprendizagem e custos de natureza psicológica), procurando promover uma maior concorrência nos mercados das comunicações electrónicas.