ECONOMIA

INOVAÇÃO

EXPORTAÇÕES

EMPRESAS

PMEs

CONSUMIDORES

PREÇOS

AdC

[ Clique nos ícons e depois navegue com as setas. ]

A CONCORRÊNCIA
É BOA PARA A ECONOMIA E PARA

O PAÍS. PORQUÊ?

Quando as empresas concorrem entre si, com fair play, tornam-se mais eficientes, inovadoras e competitivas, para ganharem mais clientes. Esta pressão concorrencial afasta as empresas incapazes e incentiva a entrada no mercado de novas empresas, também elas, eficientes, dinâmicas, inovadoras e competitivas. A economia cresce, cria emprego e gera bem-estar para todos.

Ao concorrerem com fair play, as empresas empenham-se em tornar os seus produtos ou serviços diferentes dos que já existem no mercado. Querem trazer o melhor produto ou serviço ao consumidor. Para isso, apostam na conceção do produto, inventam novos serviços, investem no design, melhoram técnicas de produção ou apostam na formação dos trabalhadores. Inovam.

A CONCORRÊNCIA

PROMOVE A

INOVAÇÃO. COMO?

Ao concorrerem entre si, com fair play, as empresas melhoram o desempenho, inovam, apostam na qualidade dos produtos e em melhores preços e tornam os seus produtos e serviços mais atrativos para os mercados internacionais. Empresas competitivas têm mais capacidade para explorar oportunidades de expansão e para ganhar escala nos mercados internacionais.

A CONCORRÊNCIA

PROMOVE AS

EXPORTAÇÕES. COMO?

A CONCORRÊNCIA

É BOA PARA AS

EMPRESAS. PORQUÊ?

A política de concorrência promove condições equitativas no mercado para que as empresas possam concorrer com base no mérito. Para serem bem sucedidas no mercado, concorrendo com fair play, as empresas melhoram o seu desempenho. Tornam-se mais robustas, mais competitivas, mais capazes de expandir atividade e ganhar escala.

A política de concorrência promove condições de concorrência equitativas no mercado para que as empresas possam concorrer com base no mérito, seja qual for a sua dimensão.

O abuso de uma posição dominante num determinado mercado é proibido pela Lei da Concorrência, e é sancionável pela Autoridade da Concorrência.

A CONCORRÊNCIA

PROTEGE OS MAIS PEQUENOS DOS MAIORES. COMO?

A CONCORRÊNCIA

É BOA PARA OS

CONSUMIDORES.
PORQUÊ?

Os consumidores querem os melhores produtos ou serviços ao melhor preço possível. A concorrência incentiva as empresas a inovar e a diferenciar os seus produtos e serviços em função dos seus clientes. Quando as empresas são tentadas a evitar a concorrência, fixando as suas próprias regras do jogo, os consumidores são prejudicados.

A CONCORRÊNCIA

ASSEGURA MELHORES

PREÇOS. COMO?

A concorrência incentiva as empresas a serem mais eficientes e mais competitivas, através de uma melhor gestão de recursos, permitindo que as empresas possam oferecer melhores condições aos seus clientes, nomeadamente, melhor preço.

A AdC funciona como árbitro, para garantir que as empresas cumprem as regras do jogo. Quando é detetado um comportamento empresarial que possa lesar a concorrência, a AdC investiga e pune com coimas, sempre que se verifique uma prática proibida pela Lei da Concorrência. A AdC analisa fusões e aquisições e proíbe as operações sempre que se comprove um impedimento ao bom funcionamento do mercado que não possa ser resolvida pelas empresas. A AdC realiza estudos de mercado que procuram identificar entraves à concorrência, e propõe formas de promover condições de concorrência equitativas para as empresas através de recomendações ao Governo.

A AdC PROMOVE E DEFENDE A CONCORRÊNCIA EM PORTUGAL. COMO?

Autoridade da Concorrência. Todos os direitos reservados.   |   © 2014   |   The Portuguese Competition Authority. All rights reserved.

Contacte-nos:

217 902 000

fairplay@concorrencia.pt

Programa de Clemência